Couple Meditating

Restabelecer Sua Saúde Física e Mental

CONECTTA MINDFULNESS E COMPAIXÃO

 
Couple Meditating

SOBRE NOSSA PRÁTICA

Somos Instrutoras de Mindfulness, Compaixão e Autocompaixão certificadas em programas estandartizados. Erika Leonardo de Souza é psicóloga, formada pela USP há 20 anos e Paula Teixeira é médica, formada na Faculdade de Ciências Médicas de Santos há 10 anos. Ambas são praticantes de Mindfulness desde 2013. O fundamento de nossa prática combina o aspecto profissional com a nossa jornada interna de nos tornarmos totalmente humanas e, desse lugar, ajudar nossos pacientes e alunos. Ao integrar o corpo, a respiração, o movimento e a consciência plena, com compaixão, nos tornamos capazes de promover o entendimento da interdependência de todos esses aspectos na saúde e no bem-estar de cada um.

 

Próximos Eventos

  • Programa de Mindfulness e Autocompaixão Mindful Self Compassion (MSC) - 9 semanas
    Mon, Sep 09
    Rua Borges Lagoa
    Sep 09, 2019, 7:00 PM – Sep 10, 2019, 10:00 PM
    Rua Borges Lagoa, R. Borges Lagoa, 564 - Vila Mariana, São Paulo - SP, Brasil
    Programa de Mindfulness e Autocompaixão criado por Kristin Neff e Christopher Germer
    Compartilhar
  • Workshop AutoCompaixão
    Sat, Jun 29
    Rua Borges Lagoa
    Jun 29, 2019, 9:00 AM – 1:00 PM
    Rua Borges Lagoa, R. Borges Lagoa - Vila Mariana, São Paulo - SP, Brasil
    Com @erikaleonardodesouza Venha compreender melhor o que é a autocompaixão e como essa importante habilidade pode nos ajudar a ter vidas mais significativas, com força, coragem, resiliência e amor no nosso dia-a dia. Faremos práticas e exercícios do Programa Mindful Self Compassion
    Compartilhar
 

SERVIÇOS

Atendimento Médico e Psicoterápico

shutterstock_382695613.jpg

CONSULTA MÉDICA

Reconquiste a sua saúde através da alimentação, do mindful eating e das práticas meditativas.

Hoje, em nosso #postinédito, o Conectta

PSICOTERAPIAS BASEADAS EM MINDFULNESS, ACEITAÇÃO E COMPAIXÃO
(PSICOTERAPIAS CONTEXTUAIS)

Existem maneiras de alcançar a saúde mental nas quais todos os recursos já estão em você. Basta que os encontremos e aprendamos a cultiva-los.

shutterstock_1223884585.jpg

PROGRAMAS DE MINDFULNESS, AUTOCOMPAIXÃO E MINDFUL EATING

Aprender a incluir mindfulness e compaixão nos mais diversos cenários da vida diária é simples. Mas tudo que é simples, necessita de prática.

 
Yoga at Home

PRÁTICA E INSTRUÇÃO

Aprenda a ouvir seu corpo, sua mente e a si mesmo

 
A Tower of Stones
Buddha Statue
Depositphotos_16255355_original.jpg

MINDFULNESS DA SABEDORIA

Cultive seu local de repouso dentro de si

MEDITAÇÃO DA BONDADE AMOROSA (METTA)

Atenção Plena a bondade e ao sofrimento

MINDFULNESS DA RESPIRAÇÃO

Cultive essa habilidade inata que sempre esteve com você

"É por isto que eu penso que a palavra interser deveria estar no dicionário. “Ser” é interser. Você simplesmente não pode “ser” por você mesmo, sozinho. Você tem que interser com cada uma das outras coisas"

Thich Nhat Hanh

 

INSPIRE-SE

Aqui estão algumas dicas úteis em nosso BLOG para você aprender mais sobre Mindfulness, Autocompaixão e saúde.

COMO PASSAR PELA DOR DA PERDA

FIERCE SELF-COMPASSION (AUTOCOMPAIXÃO FEROZ)

28 de maio de 2019

Desde a publicação do inovador livro Self-Compassion, de Kristin Neff  , tem havido uma onda de interesse pela ciência e prática da autocompaixão, particularmente em contextos clínicos. Mas isso geralmente se concentra na versão gentil da autocompaixão, que envolve “estar com” nós mesmos de uma maneira compassiva. Nos confortamos e nos acalmamos quando estamos com dor, assim como podemos fazer com um amigo que está lutando. Nós nos damos nossa própria atenção e cuidado em vez de nos autodisciplinar. E validamos nossa dor, reconhecendo que nosso sofrimento é digno de atenção. 

Mas a auto-compaixão pode ser feroz e terna.

A feroz auto-compaixão envolve agir no mundo para proteger, prover e motivar a nós mesmos para aliviar nosso sofrimento. Significa dizer "não" a outras pessoas que estão nos ferindo - traçando nossos limites com firmeza. Ou dizer "não" aos nossos próprios comportamentos prejudiciais, para que possamos ser seguros e saudáveis. objetivos ou fazer...leia mais.

12 de novembro de 2018

A dor da perda é uma energia que não pode ser controlada ou prevista. Ela vem e vai ao seu próprio ritmo. A dor não obedece a seus planos ou seus desejos. A dor da perda vai fazer contigo o que ela deseja, quando desejar. Nesse sentido, a dor da perda tem muito em comum com o amor.
Nesse final de semana, estive na XIV Jornada da Morte e o Morrer, em Elche. Além de compartilhar algumas ideias sobre a compaixão nesse contexto, tive o privilégio de escutar e aprender com colegas muito sábios, como Enric Benito, Mar Cortina, Sara Pons e Vicente Arráez, que falaram sobre a morte, sobre como acompanhar pessoas no processo de morrer, sobre o temor da perda e, sobretudo, pude escutar muitas nuances de um tema implícito e onipresente, o amor. Ao voltar a Madri, fui assistir “Bohemian Rhapsody” (obrigada Cuca pelo convite), sem muitas expectativas na verdade, no entanto sai da sala bastante emocionado e conectado com a beleza e intensidade desta preciosa (e frágil) vida humana de espaço e oportunidade. Também sai com um grande espanto pela nossa capacidade de amar, uma capacidade proporcional a nossa capacidade de sentir a dor da perda. A dor da perda parece ser o preço que nós humanos pagamos pelo privilégio de amar.

 

FALE COM A GENTE

 

(11)974867189

©2019 by Conectta Mindfulness e AutoCompaixão. 
Cnpj 14.874.243/001-63
Crm-sp 145-119